Prefeituras     Câmaras     Outras Entidades
 
 
 
SEJA BEM VINDO A TRIBUNA ONLINE
GUANAMBI/BAHIA - Domingo, 03 de Julho de 2022
 
 
 
ONDE ESTOU: PÁGINA INICIAL > NOTÍCIAS
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

   
 
 

EDITAIS

NOTÍCIAS

 

STF julga se Lira pode analisar pedido de impeachment
Presidente da Câmara foi arrolado como testemunha de ameaça que teria sido feita sobre as eleições.
Quinta-Feira, 12 de Maio de 2022

O Supremo Tribunal Federal (STF) começa a julgar amanhã,13, um pedido para que o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), se declare impedido de interferir em um pedido de impeachment em que ele figura como testemunha.

O pedido de impeachment foi feito pelo advogado Paulo Sergio Coelho após a revelação de que Lira teria recebido um recado do então ministro da Defesa e atual chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, afirmando que não haveria eleições no país se não houvesse "voto impresso e auditável". A situação ocorreu em julho de 2021.

Segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha, Coelho arrolou Lira como testemunha e entende que ele, por isso, não pode mais atuar sobre o processo, enviando-o imediatamente ao primeiro-vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PSD-AM, opositor do governo e que já declarou que ameaças à realização das eleições configuram "claro crime de responsabilidade".

Até o momento, Lira até agora não despachou no processo. Numa primeira decisão, sorteada para o caso, a ministra Cármen Lúcia, afirmou que o próprio presidente da Câmara deveria decidir se está ou não impossibilitado de atuar no processo. Porém, o advogado recorreu e o caso foi enviado ao plenário virtua, julgado  agora julgado por todos os integrantes da corte.

 

FONTE: atarde.uol.com.br  
 
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

   
 
    © 1999-2022 TRIBUNA ONLINE